Pular para o conteúdo principal

Breves Considerações Sobre a Alienação Parental




O que é Alienação Parental?


De acordo com psiquiatra norte-americano, Richard Gardner, a alienação parental é um transtorno infantil que prejudicaria, principalmente, menores de idade que fazem parte de litígios de guarda entre os pais.

Na visão do autor, a síndrome se desenvolve a partir de programação ou lavagem cerebral realizada por um dos genitores para que o filho rejeite o outro responsável (Gardner, 2001).

Na mesma linha, na opinião da Conselheira de Saúde Mental e autora do livro The Exhausted Woman's Handbook, Christine Hammond, MS, LMHC, a alienação parental ocorre quando um dos pais encoraja seu filho a rejeitar injustamente o outro pai.

De acordo com a Lei da Alienação Parental, considera-se ato de alienação parental a interferência na formação psicológica da criança ou do adolescente promovida ou induzida por um dos genitores, pelos avós ou pelos que tenham a criança ou adolescente sob a sua autoridade, guarda ou vigilância para que repudie genitor ou que cause prejuízo ao estabelecimento ou à manutenção de vínculos com este.

Do ponto de vista de alguns, a SAP não é especificamente uma síndrome, diante disso, preferem o termo Alienação Parental (AP), essa posição é especialmente vista nos tribunais de justiça, no enredo de litígios de guarda de adolescentes e crianças.


Quais as Consequências Jurídicas da SAP?


De acordo com a a lei da alienação parental, o genitor que pratica esse tipo de abuso moral contra a criança ou o adolescente, pode ter punições severas, isso se faz necessário, para garantir que prevaleça o princípio do melhor interesse da criança.

O Artigo sexto da lei em questão, estabelece que quando configurados atos típicos de alienação parental ou qualquer conduta que dificulte a convivência de criança ou adolescente com genitor, em ação autônoma ou incidental, o juiz poderá, cumulativamente ou não, sem prejuízo da decorrente responsabilidade civil ou criminal e da ampla utilização de instrumentos processuais aptos a inibir ou atenuar seus efeitos, segundo a gravidade do caso.

As punições previstas na lei são:

  1. declarar a ocorrência de alienação parental e advertir o alienador;

  1. ampliar o regime de convivência familiar em favor do genitor alienado;

  1. estipular multa ao alienador;

  1. determinar acompanhamento psicológico e/ou biopsicossocial;

  1. determinar a alteração da guarda para guarda compartilhada ou sua inversão;

  1. determinar a fixação cautelar do domicílio da criança ou adolescente;

  1. declarar a suspensão da autoridade parental.


Além desses aspectos abordados pela lei, existe outras punições, mas para que o texto não fique longo, não entrarei em detalhe, caso queira saber mais acerca do tema, recomendo a leitura deste artigo completo sobre alienação parental do ponto de vista jurídico, o referido texto é interessante, pois ele aborda principais pontos da alienação parental com uma linguagem simples.

Comissão debate revogação da Lei da Alienação Parental


A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) promoveu uma audiência pública para debater um Projeto de Lei do Senado (PLS) 498/2018, que propõe a revogação da Lei da Alienação Parental (Lei 12.318, de 2010). A revogação da Lei 12.318, de 2010 motiva amplo debate entre defensores e opositores da norma, explica a relatora.

Na audiência na CDH a Alienação parental dividiu especialistas, a audiência foi marcada pela divergência entre debatedores favoráveis e contrários à norma.

Enquanto os apoiadores do Projeto de Lei do Senado (PLS) 498/2018, destinado a revogar a LAP, questionaram os efeitos da lei e o próprio conceito de alienação parental, outros especialistas criticaram a falta de meios para tornar a LAP mais efetiva.

Argumento à favor da revogação


O advogado Felicio Alonso, Membro do Movimento Pró Vida, atacou duramente a LAP, acusando-a de inconstitucional e feita “especificamente para defender os pedófilos”.
Alonso interpretou como forma de blindar a pedofilia dentro da família. O advogado também classificou como pedófilo o psiquiatra americano Richard Gardner, que definiu a síndrome da alienação parental.

Argumento contra a revogação


Tamara Brockhausen, vice-presidente da Associação Brasileira de Psicologia Jurídica (ABPJ), manifestou carta com a posição de sua entidade contra a revogação da lei, discordando de que haja um amplo desvirtuamento de seu propósito.

Segundo a psicóloga, não faz sentido revogar uma lei com tamanho impacto nacional na proteção emocional da prole, com a justificativa de mau uso em casos isolados.

A LAP entendeu como grave o afastamento injustificado entre pais e filhos, e permitiu efetivar a aplicação das normas da constituição até então descumpridas pelo Estado, como o direito da criança e do adolescente à ampla convivência familiar.

A psicóloga Andréia Calçada, também a favor da LAP, citou pesquisas sobre os efeitos danosos da alienação parental sobre crianças e adolescentes e exaltou a qualidade do texto legal.

No mesmo sentido, a advogada Sandra Regina Vilela esclareceu que o abuso emocional e psicológico contra a criança são tão destrutivos quanto o abuso sexual, e negou que acusações de abuso gerem a inversão de guarda automática.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Curso de Banho e Tosa: Uma Alternativa Para Um Mercado Ascensão

Para muitos de nós, nossos cães e gatos são considerados membros amados de nossa família. 

Eles estão constantemente ao nosso lado e sabemos que podemos contar com eles, mesmo quando parece que todo mundo nos abandonou.


Não é de surpreender que, quando se trata de cuidar de nossos cães, nada além do melhor servirá. 
Cuidamos deles como cuidamos de nossos próprios filhos, alimentando-os, amando-os e dando-lhes muita atenção. 
Também precisamos cuidar deles de uma outra maneira importante: preparando-os regularmente.


No curso de banho e tosa do Samuel castro, ele mostra como você pode atender a todas as necessidades de higiene do seu cão e gato. 
Desde o banho e a escovação até o corte das unhas e até mesmo a cuidar desses sacos anal desagradáveis, forneceremos instruções passo a passo para garantir que você faça o trabalho corretamente.
Considerando que o mercado pet está em ascensão, é uma boa idéia fazer o curso de banho e tosa, se tiver alguma dúvida, deixe aqui nos comentários e se gostou…

Réu na Lava Jato, ex-presidente da Fecomércio Orlando Diniz é preso por não pagar pensão alimentícia

O ex-presidente da Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio) Orlando Diniz foi preso na terça-feira (18) por deixar de pagar pensão alimentícia.

A informação foi confirmada pela advogada de defesa do ex-executivo, Juliana Bierrenbach, após audiência na 7ª Vara Federal Criminal de processo da Lava Jato em que ele é réu.

Ex-presidente da Fecomércio Orlando Diniz quando foi preso na Operação Jabuti (arquivo) — Foto: Reprodução TV Globo

Diniz já havia sido preso, em 2018, em desdobramento da Operação Lava Jato no Rio. No mesmo ano, porém, o ex-executivo foi solto por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF).

Ao deixar a audiência nesta quarta-feira (19), Bierrenbach também disse que a dívida de Diniz chega a R$ 1 milhão, débito que segundo a advogada ele não tem como pagar.

A ex-mulher de Diniz, Danielle Paraiso de Andrade Schneider, foi quem revelou, durante a audiência desta quarta, que o ex-empresário havia sido preso.

Desvios de R$ 10,7 milhões
O…
Não remova este aviso se você usa a versão free do tema. Este template foi desenvolvido pela Template Ify, diversos blogs usam este template, que tal você usar também? Blogs de grande relevância usam os Templates Template Ify, por exemplo: Webcitizen, Astral Assessoria, Babyou, Projeto De Mãe, Agência Divulgar, Carreira Jurídica, Professor Trabalhista, Canal Justiça Adolfo Advogado, Apogeu, ATM e Vários outros blogs.